Rita Segato, professora da Universidade de Brasilia, apresentou a conferência “Brasil: colonialismo, elites e universidade: investimento, gestão, avaliação e a reprodução de uma universidade que não dá frutos”. A conferência foi realizada no dia 6 de maio de 2015 na Universidade Andina Simón Bolívar, no Equador, durante o Seminário “Educación superior latinoamericana y la geopolítica del conocimiento”.

Universidade de Brasília


VOLVER