O Ministério da Cultura (MinC) firmou parceria com nove instituições federais de ensino superior para financiar diretamente a execução de ações previstas em seus respectivos planos de cultura. Por meio do programa Mais Cultura nas Universidades, até 2016, serão destinados R$ 10 milhões, em duas parcelas, às universidades federais de Ouro Preto (Ufop), do Paraná (UFPR), de Brasília (UnB), do Amazonas (Ufam), do Rio Grande do Norte (UFRN), de Viçosa (UFV) e da Integração Latino-Americana (Unila) e aos institutos federais do Amapá (Ifap) e do Triângulo Mineiro (IFMT).
“Esta é uma conquista para a educação e a cultura brasileira. Vemos como um marco transformador, em que a universidade se compromete e se coloca como um ator cultural, estimulando a formação de sensibilidades, de conhecimento cultural, ampliando as possibilidades de experiências e de escolhas tanto para a comunidade acadêmica como para as pessoas que vivem no território em que a universidade está inserida”, destaca a secretária de Educação e Formação Artística e Cultural (Sefac) do MinC, Juana Nunes.
As instituições de ensino superior contempladas foram selecionadas por meio de chamada pública. Para participar, tiveram de desenvolver seus planos de cultura, que agora serão executados. A verba repassada pelo Ministério da Cultura é proveniente do Fundo Nacional de Cultura (FNJC) e do orçamento direto da Sefac.
A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) foi uma das contempladas nesta primeira edição do Mais Cultura nas Universidades. Os recursos repassados pelo MinC serão usados, entre outros, na realização de cursos de formação de professores de escolas indígenas, com a adoção das línguas dos povos tradicionais locais.
Na Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), segundo o pró-reitor adjunto de Extensão, Rondon Marques Rosa, o plano de cultura foi construído de maneira integrada, envolvendo todos os departamentos de curso e com perfil extensionista. “Todas as propostas visam este contato com a comunidade fora da universidade, mas no sentido do diálogo de saberes. O plano não tem como proposta ensinar ou levar o conhecimento à comunidade, mas dialogar com ela”, explicou.
Entre as ações previstas pela Ufop estão a pesquisa, o registro e a promoção de discussões com mestres da cultura popular sobre danças tradicionais da região, como o congado, e também a criação de um núcleo de produção audiovisual voltado aos estudantes da universidade e aos jovens das periferias de Ouro Preto e Mariana.
“A proposta desse núcleo não é só fazer registros em vídeo ou ser um espaço onde eles assistirão filmes, mas produzir discussão e material de conteúdo educativo sobre suas próprias questões”, explicou o pró-reitor.

Mais Cultura nas Universidades

O Mais Cultura nas Universidades apoia e incentiva a valorização e a difusão das manifestações culturais das comunidades, com ações de extensão, pesquisa e inovação, pensando os campi das universidades e institutos federais como centros irradiadores de produção artística e cultural, tanto para circulação interna, com a realização de mostras, seminários e festivais, quanto externa, com atuação em escolas públicas e com parceria direta de artistas e grupos artísticos dos territórios.
Além das nove instituições de ensino superior financiadas diretamente com recursos do MinC, outras 19 foram contempladas pelo Mais Cultura nas Universidades, para as quais, até 2016, está previsto o repasse total de R$ 20 milhões pelo Ministério da Educação (MEC). Assim, o programa já tem previstos um investimento de R$ 30 milhões até o ano que vem.
Vinícius Mansur Assessoria de Comunicação Ministério da Cultura